domingo, 22 de julho de 2012

JC


Bem, as férias da faculdade e o facto de estar de baixa deixa-me completamente fora de mim, a minha vida ultimamente é ver filmes e ver sites de roupa e sapatos , MUITOS SAPATOS , acho que se trata de uma doença muito grave porque não paro de namorar estes maravilhosos sapatos. Ao longo do tempo tenho tido mais tendência para as tachas, e tudo o que tem tachas merece a minha atenção. Estar longe da Zara fez-me bem para não ver os saldos mas também vos digo que não paro de ver o site e já vi umas quantas coisas que gostava de adquirir. Espero na terça voltar ao trabalho.

Beijinhos*

sábado, 14 de julho de 2012

Adoro adoro



Vai-se lá perceber porque é que não nasci rica !

Beijinhos*


Acho que desta é de vez


Voltei e vim para ficar , ou não, não sei mas tinhas saudades disto, por mais blogs que eu tente criar este faz parte de mim !

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Ouvi falar em verão?!


Sem aulas e nada para estudar , com folgas e mesmo a trabalhar à noite só resta aproveitar os dias de sol , hoje foi mais um dia , amanhã estamos lá  outra vez !



sábado, 2 de julho de 2011

De volta!


É verdade caras seguidoras e seguidores , voltei espero que seja em força visto que já acabaram as aulas e exames etc etc, e quando falo em exames estou a incluir o de condução. CLARO que passei ( risos ) já tenho a carta e carro portanto tenham cuidado porque existe mais um perigo na estrada.
Passou muito tempo sem eu meter cá os pés , mas outra novidade é que arranjei um part-time novo na Zara , é nocturno portanto o resultado foi nos últimos tempos este: Escola; Explicações, trabalho; casa e assim todos os dias , das 8h30 até as 24h ou 1h da manhã. Como devem de calcular tempo para ligar o pc era nulo.
Agora resta-me muito tempo, eu sei que vai custar voltar ao que era porque as pessoas devem de ficar cansadas de vir a um blogue que não tem noticias, obviamente que é compreensível que deixem de visitar. 
 *
O prometido é devido e eu voltei e tenho aqui todas as novidades que prometi contar! 

Beijinhos*

segunda-feira, 9 de maio de 2011

strong, independent woman



Por semanas que andei sem inspiração, de facto não podia estar bem. Dei por mim hoje a ficar a mesma pessoa de antes, mole, chorona, etc. e sinceramente comecei-me a rir. Prometi a mim mesma que nunca mais ninguém me pisava muito menos deixava tentar e por segundos estive à beira de voltar a essa etapa. 

Em tempos aprendi que mais ninguém pode gostar de mim se eu não gostar de mim primeiro, desde ai aprendi a lidar com passos repentinos que podiam vir a magoar-me, protegi-me, ergui a cabeça e sei que sou mais forte que tudo o que me tentaram fazer. Hoje não tenho a maior duvida que não vou desviar o percurso e os meus sonhos seja por quem for. 
Seria a maior tolice.
O que me enfraquecia foi o mesmo que me fortaleceu.

Gosto de mim mesmo não sendo perfeita mas sei que sou melhor que muitos. 

domingo, 8 de maio de 2011

Continuação do post anterior


Hoje estou naqueles dias que não me apetece sair da cama, comer chocolate e ter muitos mimos.
A minha imaginação ainda está de baixa, o que faz com que não apareça aqui muitas vezes. Peço mais uma vez desculpa a todos os seguidores.

Mas deixo uma sugestão para quem não tem nada para fazer : O Filme Thor é sem duvida um bom filme ( e a parte feminina vai adorar )

e aqui fica a musica do meu dia:

domingo, 24 de abril de 2011

1 carneiro , 2 carneiros , 3 carneiros .....



Meus amores , peço mais uma vez desculpa mas este tempo e o facto das aulas estarem perto a minha imaginação Puff!

domingo, 17 de abril de 2011

Mais dias como este sff

Aqui ficam algumas fotografias do meu dia na Ericeira :)


*
*
*
*
*
*
*

sábado, 16 de abril de 2011

4º Carta ao meu avô



Avô como estás? 
Tu consegues ver que eu penso em ti todos os dias? sem excepção, mesmo que seja um dia bom eu agradeço a ti  e desejo que aqui estejas todos os dias da minha vida.
Ontem adormeci por minutos e quando acordei com um sopro pelas costas estava a dar o programa da tvi que fala sobre a "vida depois da vida" , fui fechar a janela acreditando que aquilo que senti foi o resfriar da noite. Acho que desde que te vi pela ultima vez a minha vida parou nesse dia e vivo procurando sinais de que aquilo é só um momento paralelo à minha vida , e assim tu estas sempre ao meu lado. Os meus olhos ficaram estáticos e acreditando que te via sempre que chovia. 

Será que perdi a noção da realidade?

Responde-me  se estás mesmo a olhar por mim, e diz-me se estás magoado comigo, acho que era a única coisa que me deixava dormir descansada sem medo dos sons dos relógios, da madeira a estalar, de todos os sons que me deixam com medo do escuro. É uma sensação de impotência, não quero lutar contra o escuro, nem com o vazio nem com o dia onde a minha vida fez uma pausa.

Continuo à espera das tuas respostas às minhas cartas, vou esperar sempre!