sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Lufada de ar puro

Voltei à cidade, vou sentir falta dos dias em que acordava e o meu primeiro plano era o oceano, tomava-o como meu, ninguém viu como eu vi, como senti aquela liberdade toda.
Pela manhã ia dar uma volta para conhecer melhor a ilha, a respirava ar puro.
*
Era uma mistura de cores, magnificas de acordo com a paisagem.
As nuvens eram inconstantes, tanto desapareciam como tapavam o sol, mas havia sempre aquela aragem que me preenchia por dentro, uma coisa que nunca terei aqui!

6 comentários:

joao leal disse...

absolutamente magnifico o k esta proferido aqui!....o facto de pensar k....crescemos juntos ,tornando nos grandes amigos apoiando nos mutuamente ao longo deste anos um ao outro partilhando momentos de tristeza e alegria ... discutindo mto por vezes mas sempre com um forte sentimento de amizade k nos une ... pensando em tudo isto e actualmente verte tornar mulher a cada dia k passa faxz me sentir mto feliz ..... adoro te tal como es katya!bjos

Vii Henriquez disse...

a tua maneira de escrever é perfeita. tens mesmo jeito para isto amor @


amo-te :')

Joanna disse...

por aqui , so levas com o ar poluido da IC19 xD

mas estou com o Vitor :O essa tua maneira de exprimir é unica @

Danii disse...

É verdade :x
Obrigada minha linda, também adoro o teu $:

Rute disse...

Nao vas para longe nunca mais... senti tanto a tua falta :(

Joo disse...

Escreves tão bem, a tua maneira de exprimir é única, sei que nunca haverá ninguém a escrever como tu @
um aparte amor, tens um selo no meu blog para ti :b